Antes de escolher um caminho defina com clareza o seu objetivo

A elaboração de um planejamento financeiro pessoal só tem sentido quando alinhamos as nossas finanças aos nossos objetivos. Desta maneira, será possível estabelecer planos e estratégias, de acordo com o perfil de cada pessoa, para fazer deste planejamento uma ferramenta eficaz na busca do bem-estar financeiro e pessoal.

Por exemplo: Maria tem o sonho de comprar uma casa. Neste momento, suas receitas e despesas estão equilibradas (valor das receitas = valor das despesas). Quais atitudes ela pode tomar para realizar este sonho?

Algumas opções:

  1. Ela pode identificar algum desperdício ou gasto com supérfluos e então excluir ou reduzir algumas despesas, a fim de sobrar algum valor para poupar e realizar o seu sonho.
  2. Ela pode, em vez de reduzir as despesas, aumentar as receitas, buscando por um emprego com salário maior, tendo um segundo trabalho, fazendo alguns “bicos” nas horas vagas, enfim. Dessa forma, com uma receita maior, ela poderá poupar e realizar o seu sonho no futuro.
  3. Maria também pode fazer as duas coisas: aumentar as receitas e reduzir as despesas, poupando o máximo possível.
  4. Em todos os casos anteriores, Maria pode, em vez de poupar, financiar o imóvel. Neste caso, além de definir o tipo de imóvel, a localização, o valor…ela precisa se informar sobre o financiamento (regras do contrato, parcelas, seguros, taxas) junto a uma instituição financeira séria, a fim de saber o valor exato que vai precisar mensalmente para pagar as parcelas.

A análise dessas opções (existem muitas outras) só é possível porque Maria definiu um objetivo.

Existem diversas estratégias de planejamento financeiro para cada pessoa. Não existe uma regra geral que atenda a todos, mas dois pontos são imprescindíveis: saber onde você está (conhecer sua situação atual) e saber onde você quer chegar (definir a situação desejável futura).

Os objetivos podem ser materiais, afetivos, espirituais e podem ser para hoje ou para daqui a 10 anos. Podemos dividi-los em objetivos de curto (até 2 anos), médio (até 5 anos) e longo prazo (acima de 5 anos).

Os objetivos funcionam como uma motivação e direcionam nossas decisões financeiras.

Sonhar não custa nada. Podemos e devemos sonhar independentemente de como estão nossas finanças. Entretanto, no mundo capitalista que vivemos, de uma maneira ou outra, precisamos de dinheiro para viver e realizar nossos sonhos. Portanto, ter clareza dos nossos objetivos é fundamental. A partir disso podemos criar planos e agir de maneira que o recurso financeiro seja um meio para trazer o bem-estar que almejamos.

A consciência dos nossos valores pessoais, pode nos ajudar na definição dos objetivos. Se você já tem bem claro onde quer chegar, lembre-se que junto a cada objetivo existe um valor pessoal importante: talvez o reconhecimento, a segurança, a liberdade…Qual é o valor que está por detrás do seu objetivo? Realizar este objetivo é algo importante para você? Por quê?

O planejamento financeiro pessoal é uma ferramenta que pode agregar e gerar muitos valores. Pense nisso!

Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: