Saiba mais sobre o PIX

Olá, caro leitor! Tudo bem?

Nós últimos dias tenho ouvido pessoas falando: “Eu não tenho um Pix”. Será que essas pessoas realmente não possuem ou será que não elas sabem como o Pix funciona?

Sempre que possível eu dedico alguns minutinhos para explicar sobre esse novo meio de pagamento e transferência.

A fim de contribuir um pouco mais, decidi escrever sobre o assunto respondendo algumas perguntas essenciais.

E você, já ouviu falar sobre o Pix? Aproveite para entender mais:

O que é Pix? Pix é um meio de pagamento eletrônico criado pelo Banco Central que facilita a transferência de dinheiro entre pessoas e empresas. Além da TED (Transferência Eletrônica Disponível), do DOC (Documento de Ordem de Crédito), dos boletos, dos cartões de crédito e débito e das transferências entre contas…agora temos também o PIX!

O que significa a sigla Pix? Esta sigla foi escolhida pelo Banco Central e deriva do termo “pixel”, para representar a velocidade da transformação digital e a inovação tecnológica no sistema financeiro.

Quando o Pix foi criado? O Pix foi lançado oficialmente no dia 05 de outubro de 2020 e passou a funcionar integralmente em 16 de novembro de 2020.

Quais são as vantagens do Pix? Por meio do Pix, os pagamentos e transferências são quase instantâneos, realizados em até 10 segundos. As transações podem ser feitas 24 horas por dia, todos os dias da semana (inclusive nos finais de semana e feriados). Ele permite fazer transferências digitando apenas o número do celular ou CPF da pessoa que vai receber o valor, eliminando a necessidade de digitar todos os dados da conta. Com o Pix também é possível fazer pagamentos em tempo real em estabelecimentos comerciais, como lojas e restaurantes, recolher impostos e quitar contas de água e luz.

Quanto eu pago para fazer um Pix? O Pix é gratuito para pessoas físicas, mas os bancos podem cobrar uma taxa de pessoas jurídicas. Se você possui uma conta jurídica, informe-se com seu gerente.

O que são e como funcionam as chaves Pix? As chaves Pix são uma forma de identificar o usuário. Elas funcionam como o endereço ou um “apelido” da conta, como definiu o Banco Central. Qual informação eu posso usar como chave? A chave Pix pode ser: o CPF/CNPJ, o celular, o e-mail, ou a chave aleatória, que é um código alfanumérico (formado por números e letras) gerado pelo sistema. É essa chave que vai permitir que uma pessoa transfira determinado valor para outra usando apenas uma informação. Ao informar a chave o sistema já vai saber para qual conta o dinheiro deverá ser enviado. Cada pessoa física pode ter até cinco chaves por conta que estiver sob sua titularidade, e cada pessoa jurídica pode ter até 20 chaves, também por conta. Não é possível repetir a mesma chave para contas diferentes!

Exemplificando…

Vamos pensar que eu tenho duas contas: uma no banco A e outra no banco B. No banco A eu cadastrei o meu CPF como chave Pix. Já no banco B eu cadastrei o meu e-mail. Quando um cliente (ou alguma outra pessoa) precisar transferir um valor para mim, se eu quiser que esse dinheiro entre na conta do banco A, eu passo somente o meu CPF para essa pessoa. Se eu passar o meu e-mail, automaticamente o dinheiro vai entrar na conta do banco B.

Bruna, e se eu ainda não tiver cadastrado nenhuma chave, consigo fazer ou receber um Pix?

Sim, neste caso, como você ainda não cadastrou uma chave, você terá que informar todos os dados da conta…os mesmos que você informa para a realização de uma TEC ou DOC. Ou seja, você pode fazer um Pix mesmo ainda não tendo uma chave cadastrada.

Como cadastrar uma chave Pix? Tanto pessoas físicas, como jurídicas, precisam ter uma conta transacional (conta corrente, poupança ou de pagamento) em um prestador de serviços financeiros, como um banco, uma fintech ou uma plataforma de pagamentos. Para realizar o cadastro de uma chave você deve procurar pela seção “Pix” dentro do app ou internet banking do seu banco. Todas as instituições financeiras participantes são obrigadas, pelo regulamento do Banco Central a mostrar a nova opção no menu de suas plataformas. Ao definir a chave e dar o consentimento para fazer o cadastro, a instituição financeira envia a informação do cliente para o Banco Central finalizar o cadastro em seu sistema. 

Para fechar essas perguntas e respostas, lembre-se: se você tem conta em algum banco, você tem Pix! E se você tem Pix você já pode utilizar! Aproveite e já cadastre a sua chave a fim de facilitar e agilizar as suas transações financeiras.

E aí, esse artigo te ajudou a entender um pouco mais sobre o Pix?

Se sim, compartilhe com seus amigos!

Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: